terça-feira, 26 de junho de 2012

FESTA JUNINA


http://clickeaprenda.uol.com.br/portal/mostrarConteudo.php?idPagina=19917


Festa junina é uma celebração brasileira de origem européia. No Brasil, três santos são festejados: Santo Antônio, em 13 de junho; São João, em 24 de junho e São Pedro, em 29 de junho. É o momento de dançar quadrilha, pular foqueira, fazer brincadeiras e experimentar os pratos típicos: pinhão, quentão, pé de moleque, amendoim, pamonha, cural, milho cozido, canjica, cuzcuz, bolo de milho. (Clickeaprenda, 2012).

VAMOS ESTUDAR OS PRATOS TÍPICOS...


O QUE É O PINHÃO? FRUTO ou SEMENTE? ONDE NASCE?









DESENHAR UM ESQUEMA DA ÁRVORE, ESTRÓBILO (PINHA) e PINHÃO, anotar o nome popular e cientifico, altura da árvore. Aproveitar para ressaltar a importância de manter os animais silvestres que fazem a disseminação das sementes, como a gralha azul e o papagaio...
O pinhão é uma SEMENTE! É a semente de uma árvore popularmente conhecida como pinheiro brasileiro ou pinheiro-do-paraná. Seu nome científico é Araucaria angustifolia, esta árvore pode atingir 50 metros de altura e 2,5 m de largura
Essa semente mede cerca de quinze milímetros de largura na parte mais larga e até dez centímetros de comprimento. Por fora, possui uma casca bem resistente. Dentro dele, há uma massa protéica muito nutritiva, que serve para nutrir o embrião que dará origem a um novo pinheiro!



Geralmente, se cozinha o pinhão para servir nas festas juninas. A casca é facilmente retirada com utensílios ou com os dentes. Daí, é só degustar a semente, que é bem saborosa, meio adocicada, como as castanhas, porém mais macia.

O conjunto de pinhões forma a pinha (ESTRÓBILO feminino), que é fechada e com o tempo vai abrindo e libertando cada pinhão. Os pinhões têm uma pequena aba que facilita sua disperção pelo vento. Eles podem ser espalhados por cerca de 50 metros da árvore-mãe. Por ser uma semente, dará origem a um novo pinheiro, se cair em terra fértil. Entre os animais que fazem a dispersão do pinhão, a gralha-azul, um pássaro lindíssimo, é o principal deles. Sua principal fonte de alimentação é o pinhão. A gralha-azul e o papagaio de peito roxo coletam vários deles e os enterra para armazenar.



DE ONDE VEM A PIPOCA?

http://pereiroreciclarte.blogspot.com.br/2010/10/pe-de-milho-confeccionado-com-garrafa.html

Conheça no site acima a planta confeccionada com garrafa pet - pé de milho.





O milho Zea mays, é um cereal cultivado em grande parte do mundo. Puro ou como ingrediente de outros produtos, é uma importante fonte energética para o homem, sua casca, que é rica em fibras, fundamental para a eliminação das toxinas do organismo humano. Além das fibras, o grão de milho é constituído de carboidratos, proteínas, vitaminas do complexo B.


A planta tem altura próxima de 2,20 metros, sendo que a espiga nasce a 1,10 metro do solo.  Os grãos são do tamanho de ervilhas, e estão dispostos em fileiras regulares presas no sabugo, que formam a espiga. Eles têm dimensões, peso e textura variáveis. Cada espiga contém de duzentos a quatrocentos grãos.   









Excelente texto para trabalhar nesta época "Meu pé de milho"


DE ONDE VEM O AMENDOIM?

O amendoim é uma planta rasteira.






Em média, há 30% de proteínas nas sementes. Já o óleo contém cerca de 50%. Por ser uma das fontes vegetais com maior quantidade de proteína, o amendoim consegue amenizar a carência das fontes animais em regiões pobres, onde a carne é pouco consumida. Não foi à toa que, em 2004, o governo da Paraíba recomendou a utilização do amendoim nas merendas escolares da rede pública, junto com o gergelim. 

DEPOIS DE CONTEXTUALIZAR E ESQUEMATIZAR O PINHÃO, MILHO E AMENDOIM, REALIZAR ATIVIDADE LÚDICA, CAÇA-PALAVRAS.


QUENTÃO SEM ÁLCOOL



Ingredientes:
  • 1 pedaço de gengibre  
  • 5 limões  
  • 1 xícara de mel ou açúcar mascavo 
  • 2 ou 3 pedaços de canela  
  • Cravos da índia


Preparo:
  • Corte o gengibre em pedacinhos e os limões em rodelas finas e reserve.
  • Derreta uma xícara de chá de mel ou açúcar num caldeirão e mexa até que a calda doure, sem deixar escurecer.
  • Adicione 1 litro de água e continue mexendo com uma colher de pau para dissolver a calda.
  • Junte o gengibre, o limão, cravos da índia e a canela.
  • Deixe ferver por alguns minutos e prove.
  • Pode acrescentar mais açúcar, pois a calda sempre dá um sabor ligeiramente amargo ao quentão.
  • Coe numa chaleira e mantenha aquecida, mas não quente demais.





CADERNO DE UMA ALUNA



Nenhum comentário:

Postar um comentário